quarta-feira, 12 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital IV

O surgimento dos computadores facilitam o arquivamento dos documentos pessoais que são conhecidos atualmente como banco de dados. As empresas comerciais, serviços públicos, escolas, segurança, etc tem guarda os cadastros dos clientes, alunos, funcionários e seguidores de maneira digital e de fácil e rápido acesso. Esses Banco de Dados ficam em computadores interligados em rede local e internet, podendo ser acessado em qualquer parte da empresa e estando a empresa distribuída por vários locais, cidades ou mesmo países.


Mas ainda é muito comum (na realidade estranho) chegarmos em clínicas, escolas e até mesmo em órgão públicos e quando vamos solicitar uma inscrição, em alguma coisa, o atendente mandar preencher uma ficha!!! Isso mesmo, você chega no balcão de atendimento dessas empresas, com vários computadores ligados em rede, muitas da vezes a pessoa já tem o seu cadastro no sistema (mais comum no setor público) e o atendente manda você preencher uma ficha!!! Mesmo sendo a primeira vez que o cliente solicita o serviço naquela empresa, o correto é preencher as informações no Banco de Dados, somente depois imprimir a solicitação de serviço, mandar o interessado assinar e dessa maneira as informações são digitadas somente uma única vez.

Como exemplo dessa anomalia (eu diria retrocesso) podemos citar os cursos oferecidos aos professores nas diversas Secretarias de Educação (municipais e estaduais), onde a pessoa para fazer a inscrição tem de preencher uma ficha, mesmo o professor já tendo um cadastro funcional no sistema. O mais estranho é que provavelmente não exista mais secretarias de educação sem pelo menos um pequeno número de computadores interligados em rede e sem o cadastro dos funcionários. Isso é evidente quando olhamos para o controle da Folha de Pagamento dos Funcionários, que é feita calculando em um programa de computador,  onde é obrigatório a existência de um cadastro dos funcionários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário