segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A EDUCAÇÃO DO FUTURO

Por Antônio Carlos Vieira

          Na minha profissão de professor (Geografia) costumo me preocupar com o tema educação. Não poderia ser diferente, já que minha formação é de professor. Só que observando os meios de comunicação e os diversos seminários em que participo, sempre tenho a informação que a educação deve ser valorizada para o bem e futuro de nosso país. Não discordo que a educação é uma das molas propulsoras da evolução ou manutenção das estruturas da sociedade. Mas, nesses seminários e encontros de professores que participo, observo algumas situações interessantes:

Este é um exemplo que não deve ser seguido.
Professores e alunos sentando em cima das
 mesas e das carteiras !!!
a) Nesses seminários  é comum o barulho tomar conta do ambiente, barulho esse provocado pelas conversas dos professores presentes em plena apresentação dos assuntos e durante os debates. Eu fico me perguntando: será que esses professores pedem silêncio aos seus alunos e ficam indignado com a conversa deles em plena sala de  aula como eles fazem nos seminários?

b) Em alguns desses encontros e seminários é servido almoço. Os presentes ficam em filas para irem se servindo. O interessante é que a grande maioria, dos professores e professoras, não respeitam as filas! (clique aqui) Será que esses professores quando estão educando seus alunos e filhos dizem que furar fila é falta de respeito com os cidadãos que estão a esperar a vez?

c) O mais interessante, é que depois que se encerram esses eventos a sujeira espalhada pelo chão é uma coisa só! Será que esses professores ensinam os seus alunos a não poluírem o meio ambiente não jogando lixo no chão?

d) Em todos os ambientes que participei desses eventos as salas eram arejadas, artificialmente, com ar condicionado. O interessante é que, na maioria dos casos, esses professores não fecham a porta ao entrar e sair da sala. No último seminário, do qual participei, foi mais interessante, eu fui chamado a atenção, por um grupo de professoras, por fechar a porta!!! É bom lembrar que em todos esses ambientes a propriedade era do estado! Será que esse grupo de professoras possuem ar condicionado em casa e usa com as portas de suas casas abertas?

e)E o respeito ao horários de início e encerramento destes eventos? Não existe! Até hoje nunca presenciei um desses seminários e fóruns começarem no horário marcado (incluam os que assisti quando era aluno na universidade). 

OBSERVAÇÃO: se os professores são o futuro da educação de qualquer país, não seria conveniente que dessem o bom exemplo? Ou eles acham que os alunos só aprendem o que se fala na sala de aula? Ou então são adeptos daquele ditado: faça o que eu  digo e não faça o que faço! Só que esses ditado é feito por pessoas que costumam desrespeitar as regras da boa convivência social.