terça-feira, 18 de setembro de 2018

A incrível máquina de escrever digital V

Com o surgimento das máquinas de escrever (Máquinas de Datilografia) o acesso e a circulação de informações em diversas formas de documento aumentou consideravelmente para todos em todas as classe sociais. Foram criadas escolas e ensinados métodos e técnicas que permitiram as pessoas escreverem com exatidão e rapidez. Logo depois vieram as Máquinas de Escrever Elétricas, que na prática não se diferenciavam muito, em termo de uso, das antigas Máquinas de Datilografar, há não ser pelo fato que o retorno e avanço do papel que passou a ser feito por um pequeno motor elétrico, mas os documentos continuaram sendo datilografados em papéis, depois levados para as devidas correções e retornavam para serem reescritos com as alterações. Neste mesmo período começaram a aparecer as máquinas elétricas que gravavam o último texto escrito e foram o ponto de partida para as futuras Máquinas de Escrever Digital ( computadores desktop).


Os primeiros computadores foram uma revolução em se tratando de edição de documentos. Os texto s passaram a ser escritos diretamente em um monitor, passaram a ter correção ortográfica instantaneamente e somente depois impresso. Embora muita gente continuou escrevendo nos computadores como se fosse uma Máquina de Datilografia onde a pessoas escreve, imprime em papel, corrigi o texto manualmente e depois reedita o texto com as devidas correções. Claro que essa é a antiga maneira de se utilizar as máquinas de datilografias! 

Os computadores foram interligados em Rede Local (intranet) e posteriormente a Rede Mundial de Computadores (Internet). Com essa nova tecnologia não é mais necessário enviar documentos impressos de uma pessoa ou setor para outro e basta compartilhar para que os documentos fiquem acessíveis aos interessados. Estranhamente as pessoas continuam escrevendo nos computadores como se fossem máquinas de escrever, imprimindo o documento e enviando fisicamente ao destino!

Por estranho que pareça, já estamos, faz algum tempo, com a tecnologia que permite a gravação da foto e impressões digitais junto com o cadastro das pessoas nos sistemas informatizados, mas mesmo assim grande parte das empresas continuam exigindo cópias de documentos e mandando as pessoas preencherem fichas de cadastro ou solicitação de serviços. Quando a pessoas chega no balcão de atendimento é solicitado o preenchimento de uma ficha e depois o atendente digita essas informações no sistema informatizado, ou seja, as informações são escritas duas vezes, uma manual e outra no computador. Fico me perguntando: se já existe cópias de documentos, o retrato da pessoa e em alguns casos a gravação da impressão digital porque se está exigindo apresentação de documentos? Por que solicitar o preenchimento de fichas toda vez que o cliente aparece? O correto seria preencher a ficha no sistema e depois imprimir para que o cliente postagem a devida assinatura e mesmo assim quando se fizer necessário.

Algumas empresas já não exigem cópias de documentos e em algumas ocasiões nem mesmo os originais são exigidos, já que no banco de dados consta digitais (alguns bancos já fazem isso) e foto dos interessados. Em qualquer sistema informatizado é possível pesquisar o CPF da pessoa e instantaneamente ser mostrada a foto, ou seja, a apresentação de documentos, fotos e cópia da digital da pessoas só é obrigatória por ocasião do primeiro atendimento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário