domingo, 25 de julho de 2010

RUMO A IDADE MÉDIA

Com o crescimento do comércio, no final da idade Média, os burgueses e comerciantes se viram com um problema que encarecia os produtos então comercializados e portanto dificultava o aumento das vendas, que era os diversos pedágios existentes na época. Toda carga de mercadoria, quando passava de um burgo (Feudo) para outro, tinha que pagar os famosos pedágios. Embora os pedágios já fossem uma prática conhecida, na Idate Antiga, foi na Idade Média que ele ganhou mais destaque e se tornaram mais intenso. Os senhores donos do burgos (ou feudos) e comerciantes se unirão para resolver o problema e dar impulso e crescimento ao comércio. Essa época ficou conhecida como Período do Capitalismo Comercial.

No Brasil, esta prática voltou, a ser utilizada, para tentar resolver o problema das manutenção das nossas estradas. O Estado que mais está se utilizando desta prática é o Estado de São Paulo. O interessante é que criaram os famosos pedágios e os impostos que eram cobrados, para construção e manutenção dessas mesmas estradas, não deixaram de ser cobrados ou mesmo reduzidos.

Par entendermos o problema vamos fazer a seguinte indagação: quem realmente esta pagando os pedágios de São Paulo (como exemplo)? 

Existe os proprietários de carros que são utilizados para passeio e ir ao trabalho:, esses pagam os pedágios duas vezes, uma quando estão trafegando com o seu carro e outra quando consomem qualquer produto que seja transportado por essas estradas. Qualquer pessoa sabe que as transportadores repassam a pagamento dos pedágios para o dono da carga que está sendo transportada e o dono da carga repassa para o consumidor final.

Para os que não possuem carros, estes pagam os pedágios uma única vez que é quando consomem algum produto ou serviço. Isso vale pra os consumidores que vivem dentro e fora de São Paulo. De uma certa maneira, as pessoas que vivem fora do Estado de São Paulo estão ajudando, na manutenção das estradas deste Estado, quando consumem algum produto ou serviço oriundos do mesmo.

Eu fico imaginando, em quantos por cento os produtos ficariam mais caros caso se instalem pedágios por todo o Território Nacional? Será que iremos ter o mesmo problema, no comércio, do Período do ffinal Idade Média? São Paulo já está no caminho, será que o resto do Brasil também irá rumo a Idade Média?
video

3 comentários:

  1. A maioria não entende. Mas con certeza será DILMA!!!

    ResponderExcluir
  2. É questão de tempo e até a chegado do pleito eleitoral a maoria estará com a candidata de Lula que é a Dilma.

    ResponderExcluir
  3. Carlos

    Além disso temos a questão da insegurança pública, outro ícone da IM. O ideal de vida médioclassista é o condomínio fechado, com câmeras, 'segurança' 24 horas...tal qual um castelo medieval. Em SP foi criada uma delegacia especializada em assaltos a condomínios (claro que irão investigar os condomínios ricos, onde são feitos arrastões e que tem divulgação midiática). Ou seja, a maioria paga a polícia, mas ele retorna apenas parte da segurança necessária.

    ResponderExcluir