quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Educação de Supermercado III

Por Antônio Carlos Vieira

A Educação no Brasil se tornou uma mercadoria qualquer e a cada dia mostra exemplos que reforçam essa afirmação! Mesmo antes do advento da Internet, os nossos colégios, principalmente os colégios da Rede Privada, já se organizavam a vender a Educação como uma mercadoria em qualquer supermercado. Com a internet a semelhança entre a venda do que chamamos de educação e outra mercadoria qualquer ficou ainda mais consistente.

Vejamos alguns argumentos:

Atualmente as mercadorias são ofertadas pela internet e isso inclui as matriculas dos alunos para o ano seguinte. Pode-se alegar que as matriculas nas escolas somente são ofertadas no final do ano! Estranhamente é o período onde mais se faz oferta para venda de mercadoria e também é o período que mais se vende!


As compras podem ser efetuadas via internet e as matriculas também!!!! Inclusive os pagamentos são efetuados em bancos usando a internet!

O acompanhamento das suas compras (de mercadorias e educação) são feitas online desde a oferta (propaganda) até a efetivação da compra e no caso das escolas você poderá fazer (além da compra) o curso Online sem a necessidade de ir fisicamente até a escola. No caso dos filhos nas escolas você pode monitorar, os filhos, via online.

Depois de efetuado sua compra você poderá ver como usar seus produtos (normalmente produtos eletrônicos) e no caso das aulas são colocados a disposição livros digitais, apostilhas, vídeos aulas e até aulas ao vivo (online) onde se pode interagir com os professores e colegas da turma usando os programas de teleconferência e assemelhados!

As semelhanças na Educação e no comércio é decorrente do fato da Educação ter-se transformado em uma mercadoria onde pode-se fazer a movimentação de maneira idêntica.

Aproveitem as promoções e não se esqueçam de utilizarem seus cartões de créditos?

Texto original: DEBATENDO A EDUCAÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário