terça-feira, 19 de novembro de 2019

O Capitalismo, as facilidades e a dependência II

Nada para dificultar


As facilidades oferecidas pelas novas invenções e técnicas de produção não ficaram somente na hora de se comprar aquilo que precisamos, mas também na hora de produzir aquilo que nós vendemos.



Nos tempos em que a grande maioria da população ainda vivia na Zona Rural, tudo era produzido artesanalmente. As roupas, utensílios domésticos e as ferramentas para o trabalho da agricultura foram substituídos por equipamentos modernos e foi justamente na agricultura onde as máquinas mais substituíram a mão de obra humana. A produção de alimentos e produtos derivados da agricultura tiveram um crescimento excepcional.

Essas facilidades para se produzir mais, fez com que cada vez mais se precise menos dos seres humanos. Essa facilidade em aumentar a produção usando máquinas deixou uma legião de pessoas desempregadas que se deslocaram (Êxodo Rural) para as cidades na luta pela sobrevivência.

Com a produção em grande escala na agricultura, devido o uso de máquinas, começou a ocorrer alguns problemas, com a produção de alimentos apareceram as pragas de insetos que fizeram diminuir o ritmo da produção e como a ideia era produzir ao máximo para lucrar ao máximo, foram criados os inseticidas (veneno para insetos).

O uso indiscriminado dos inseticidas também trouxe o problema destes fazerem mal a população, e tem o inconveniente que a aplicação atinge a todos insetos, pássaros e quando chegam até a água, matam a grande maioria dos peixes.

Nem todos os insetos são prejudiciais às plantas e muitas espécies de pássaros se alimentam de insetos. A aplicação de inseticidas mata os pássaros e quando não mata os pássaros, matam os insetos que são alimento dos pássaro, ou seja, os pássaros são eliminados de uma forma ou de outra !

Muitas espécies de insetos são responsáveis pela polinização das flores (as borboletas e abelhas são alguns), que posteriormente se tornarão frutos, mas os inseticidas mata a todos indiscriminadamente, reduz a polinização e consequentemente afetando a produção de alimentos.

Umas das espécies de insetos mais interessantes são as lagartas. Eles têm um ciclo de vida completo ao consumirem folhas para depois formarem casulos, dentro desses casulos sofrem uma transformação incrível, elas se tornam borboletas! As borboletas se alimentam das flores e nessa alimentação das flores elas realizam a polinização, essa polinização irá fazer com que as flores se tornem frutos que irão se tornar alimentos das novas lagartas filhas dessas borboletas que polinizam as flores, ou seja, elas criam as condições do ciclo de vida da própria sobrevivência.

As lagartas são amigas 

Lagarta é uma ser que existem em vário tipos e tamanhos, mas as mais interessantes são as que comem hortaliças e frutos. É comum a grande maioria das pessoas “comerem com os olhos”, ou seja, se a aparência do produto agrada aos olhos, serão esses a serem consumidos. Como as lagartas são tidas como seres imundos, os produtos vendidos com lagartas não são comprados ! Porém, tem um problema, as lagartas só se alimentam de produtos se não estiverem envenenados para elas. Por ironia do destino, atualmente a existência de lagarta em uma hortaliça ou em uma fruta indica que a mesma não está envenenada com inseticida !

As facilidades na produção em grande volume de alimentos fez grande parte da população ter dificuldades de obter o sustento, destruiu vários ciclos naturais na produção dos alimentos e produzem alimentos de qualidade duvidosa com o uso de inseticidas.

Textos relacionados:
O  Capitalismo, as facilidades e a dependência

Nenhum comentário:

Postar um comentário